In Blog

Lembrando que a maioria dos filmes mescla ficção a fatos reais. Aprofunde suas pesquisas após assistir ao filme. Se você não pesquisa exatamente as personalidades aqui citadas ou o contexto artístico, pode verificar a data e a cidade de ressoma e dessoma das personalidades. É possível que o período ou local retratado seja comum ao que você vem estudando e possivelmente poderá auxiliar suas pesquisas. Bom proveito!

1- “Agonia e Êxtase” de 1965, sobre Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni (Caprese, 6 de Março de1475 — Roma, 18 de Fevereiro de 1564) pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano.

2- “Excesso e Punição”, conta a história do pintor austríaco Egon Schiele (Tulln an der Donau, 12 de Junho de 1890 — Viena, 31 de Outubro de 1918) ligado ao movimento expressionista.

3- “Carnival in Flandres” de 1935, sobre a chegada dos soldados espanhóis a Flandres e aspectos da escola barroca holandesa e espanhola.

4- “Rembrandt” de 1936, retrata a mudança de vida do pintor Rembrandt e a morte de sua companheira. Rembrandt Harmenszoon van Rijn (Leida, 15 de julho de 1606 —Amsterdam, 4 de outubro de 1669) pintor  holandês.

5-“Ronda da noite” de 2007, sobre o pintor holandês Rembrandt.

6- “Lust for life” de 1956, sobre a vida de Vincent Van Gogh. Vincent Willem van Gogh (Zundert, 30 de Março de 1853 — Auvers-sur-Oise, 29 de Julho de 1890) pintor pós-impressionista neerlandês.

7- “Vincent e Theo” de 1990, sobre os irmãos Van Gogh. Theo van Gogh (Groot-Zundert, 1 de maio de 1857 — 25 de janeiro de 1891) foi um negociante de arte dos Países Baixos, irmão mais novo do pintor Vincent van Gogh (1853-1890).

8- “Sede de viver” de 1956, sobre a vida de Vincent Van Gogh.

9- “El Greco” de 1966, vida de Donénikos Theotokópoulos, conhecido como El Greco (Fodele, Heraclião, 1541 —Toledo, 7 de abril de 1614) pintor, escultor e arquiteto grego que desenvolveu a maior parte da sua carreira na Espanha.

10- “Caravaggio” de 1985, sobre o pintor italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio (Milão, 29 de setembro de 1571 – Porto Ercole, comuna de Monte Argentario, 18 de julho de 1610) pintor italiano atuante em Roma, Nápoles, Malta e Sicília, entre 1593 e 1610. Identificado como um artista barroco.

11- “A paixão de Camille Claudel” de 1988, adaptação da vida da escultora francesa Camille Claudel, nome artístico de Camille Athanaïse Cécile Cerveaux Prosper (Aisne, 8 de dezembro de 1864 — Paris, 19 de outubro de 1943). Conhecida também por seu romance com o escultor Auguste Rodin.

12- “Dalí” de 1991, sobre o início da fama de Salvador Domingo Felipe Jacinto Dali i Domènech (Figueres, 11 de maio de 1904— Figueres, 23 de janeiro de1989), conhecido como Salvador Dalí, pintor catalão surrealista.

13- “Poucas cinzas” de 2008, sobre Salvador Dali.

14-“O mistério de Picasso” de 1956. Pablo Ruiz Picasso (Málaga, 25 de outubro de 1881 — Mougins, 8 de abril de 1973), pintor , escultor, ceramista, cenógrafo, poeta e dramaturgo espanhol que passou a maior parte da sua vida adulta na França.

15- “Surviving Picasso” de 1996, sobre Picasso e sua amante Françoise Gilot. Françoise Gilot, nascida em 26 de Novembro de 1921 em Neuilly-sur-Seine ( Hauts-de-Seine ), pintora e escritora francesa.

16- “Montparnasse” de 1958, sobre a vida do escultor e pintor Amedeo Clemente Modigliani (Livorno, 12 de julho de 1884 — Paris, 24 de janeiro de 1920) artista plástico e escultor italiano que viveu em Paris

17- “Modigliani – A paixão pela vida” de 2004, adaptação da rivalidade entre Picasso e Modigliani.

18- “Lautrec” de 1998, adaptação da vida de Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec Monfa (Albi, 24 de Novembro de 1864 — Saint-André-du-Bois, 9 de Setembro de 1901) pintor pós-impressionista e litógrafo francês, conhecido por pintar a vida boêmia de Paris no final do século XIX.

19- Moulin Rouge” (apenas a versão de 1952), sobre Henri de Toulouse-Lautrec.

20- “Goya en Burdeos” de 1999, adaptação dos últimos meses de vida de Francisco José de Goya y Lucientes (Fuendetodos, 30 de março de 1746 — Bordéus, 15 ou 16 de abril de 1828)  pintor espanhol.

21- “As sombras de Goya” de 2006, sobre o pintor Francisco Goya, contextualizado durante a Inquisição e as Guerras Napoleônicas (conflito que se estendeu de 1803 a 1815, opondo a quase totalidade das nações da Europa a Napoleão Bonaparte).

22- “Renoir” de 2013, sobre Pierre-Auguste Renoir (Limoges, 25 de fevereiro de 1841 — Cagnes-sur-Mer, 3 de dezembro de 1919) pintor francês impressionista.

23- “Seraphine” de 2008, baseado na vida da grande pintora Naif, Séraphine de Senlis (Arsy, 2 de setembro de 1864 – Clermont, 11 de dezembro de 1942).

24- “The moon and sixpence”, vida Eugène-Henri-Paul Gauguin (Paris, 7 de junho de 1848  — Ilhas Marquesas,8 de maio de 1903) pintor francês do pós-impressionismo.

25- “Edward Munch” biografia do pintor norueguês autor do famoso quadro “O grito” (Loten, 12 de Dezembro de 1863 — Ekely, 23 de Janeiro de 1944), um dos precursores do expressionismo alemão.

26- “À Noite Sonhamos” de 1945, romance sobre a vida de Frédéric François Chopin, também (Żelazowa Wola, 1 de Março de 1810 — Paris, 17 de Outubro de 1849), foi pianista polonês radicado na França, compositor para piano da era romântica.

27 – “Impromptu” de 1991, focado no romance entre Chopin e George Sand. George Sand é o pseudônimo de Amandine Aurore Lucile Dupin, baronesa de Dudevant (Paris, 1 de Julho de 1804 — Nohant, 8 de Junho de 1876), romancista e memorialista francesa, considerada uma das maiores escritoras francesa e uma das precursoras do feminismo.

28- “Amadeus” de 1984, sobre Wolfgang Amadeus Mozart (Salzburgo, 27 de janeiro de 1756 – Viena, 5 de dezembro de 1791) compositor austríaco do período clássico.

29- “Minha Amada Imortal” de 1994. Sobre Ludwig van Beethoven (Bonn, 17 de dezembro de 1770 — Viena, 26 de março de 1827) compositor alemão, do período de transição entre o Classicismo (século XVIII) e o Romantismo (século XIX).

30- “O Segredo de Beethoven” de 2006, ficção sobre o último ano da vida do músico.

31- “Villa-Lobos – Uma Vida de Paixão” de 2000, com excelente pesquisa iconográfica para reconstituição da época sobre Heitor Villa-Lobos (Rio de Janeiro, 5 de março de 1887 – Rio de Janeiro, 17 de novembro de 1959), maestro e compositor brasileiro.

32- “Villa-Lobos – O índio de casaca” documentário de 1987.

33- “A arte da paixão” de 2013. Situado na Cornualha, no início do século 20, sobre o grupo  de artistas denominado Lamorna, em especial Alfred Munnings e Florença Carter-Wood. Sir Alfred Munnings James (08 de outubro de 1878 – 17 de julho de 1959) conhecido como um dos melhores pintores de cavalos e como crítico do Modernismo.

34- “Frida” de 2002. Sobre Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón (Coyoacán, 6 de julho de1907 — Coyoacán, 13 de julho de 1954) pintora mexicana.

35- “Artemisia” de 1997.  Sobre Artemisia Gentileschi (Roma, 8 de julho de 1593 – Nápoles, 1656) uma das primeiras pintoras conhecidas. O filme conta a história de sua juventude, enquanto ela era guiada por seu pai, o pintor Orazio Gentileschi. Uma das únicas mulheres a serem mencionadas no ramo da pintura artística do barroco

Por: Michele Haverroth.

0